Com vendas baixas, Ford EcoSport 2020 fica quase R$ 11.000 mais barato

05/08/2019 Quatro Rodas
Dicas e cuidados
Sofrendo para se posicionar perante a concorrência, SUV vem tendo redução brusca de preços ao longo do ano, em todas as versões



A vida realmente não anda fácil para a Ford no Brasil. Após descontinuar Fiesta e Focus, a fabricante promoveu uma queda brusca nos preços da linha 2020 do EcoSport.

Reflexo das vendas baixas do SUV compacto, que entre janeiro e julho de 2019 emplacou pouco mais de 17 mil unidades.

Nos dois últimos meses, por exemplo, o modelo foi responsável por vender menos de 5 mil exemplares, ficando abaixo de rivais como VW T-Cross e Renault Captur no período. Veja aqui o ranking dos 25 mais vendidos de julho.

QUATRO RODAS já havia apontado que a dificuldade principal está em promover a recém-lançada versão 1.5 Titanium automática, desprovida de estepe na tampa do porta-malas (em seu lugar há pneus run flat e um kit de reparo emergencial no porta-malas).

 Menos vendida da gama, versão Titanium 1.5 AT ficou R$ 7.900 mais barata e ganhou “Plus” no nome

Menos vendida da gama, versão Titanium 1.5 AT ficou R$ 7.900 mais barata e ganhou “Plus” no nome (Divulgação/Ford)

Pois neste fim de semana o leitor Roberto Medeiros de Araújo alertou em nossa página no Facebook que os preços de toda a linha 2020 do EcoSport haviam sofrido uma forte readequação.

Fomos conferir no site oficial da Ford e descobrimos que, de supetão, três das sete versões oferecidas atualmente pelo EcoSport ficaram nada menos que R$ 7.900 mais baratas.

São elas: Freestyle 1.5 manual (de R$ 85.290 para R$ 77.990); Freestyle 1.5 automática (R$ 91.890 para R$ 83.990) e a já mencionada Titanium 1.5 Plus (R$ 100.890 para R$ 92.990).

Esta última passou a ser oferecida a um valor mais baixo do que os valores com desconto oferecidos por concessionários até então (cerca de R$ 95.000). De quebra, ganhou um “Plus” no nome.

Já a SE 1.5 manual, opção de entrada no varejo, caiu de R$ 76.690 para R$ 71.990 (R$ 4.700 a menos), enquanto a SE automática baixou de R$ 82.890 para R$ 77.990 (R$ 4.900 a menos).

 Nem a versão de topo Storm escapou da redução

Nem a versão de topo Storm escapou da redução (Leo Sposito/Quatro Rodas)

A Storm, única a contar com motor 2.0 flex de injeção direta, custava R$ 108.390 e agora sai por R$ 103.390, queda de R$ 5.000 redondos.

Entretanto, se o apanhado for mais antigo – a partir de abril, por exemplo -, observaremos que os preços do EcoSport vêm despencando em ritmo acelerado.

A versão SE 1.5 manual já custou R$ 79.250, R$ 7.260 a mais do que agora; quando lançada, em abril, a Freestyle saía por R$ 87.290 (manual) e 91.890 (automática), diferença de R$ 9.300 em relação a agosto.

Entretanto, é mesmo a versão Titanium 1.5 AT aquela que sofreu a redução mais substancial. Quando foi lançada, em fevereiro, custava R$ 103.890, o que significa que o valor caiu R$ 10.900 desde sua chegada.

A única configuração com etiqueta inalterada é a SE Direct 1.5 AT (R$ 69.990), voltada ao público PcD. Por fim, a série especial 100 Anos, limitada a 500 unidades, já não aparece mais no configurador.